João de Jesus Paes Loureiro fala sobre a Cultura Amazónica em Aveiro

Jan 25, 2014 by

paesloureiro

Para além de Mestre em Teoria da Literatura e Semiótica pela PUC/UNICAMP, São Paulo, e Doutor em Sociologia da Cultura pela Sorbonne, Paris, Paes Loureiro é reconhecido pela extensa obra enquanto poeta, prosador e ensaísta. Dedica-se à análise da importância da Cultura Amazónica e o respetivo impacto na sociedade local e global, tema que também serve de inspiração para a sua obra literária. A partir de signos do mundo amazónico constrói uma universalidade contemporânea que propicia uma cosmovisão e particular leitura do mundo. Publicou em 1995 a sua tese: ‘Cultura Amazônica: uma poética do imaginário’, na qual desenvolve os conceitos de imaginário poetizante e de conversão semiótica.

Da sua obra literária, destacam-se ‘Ilha da Ira’ (Rio de Janeiro, 1976), Primeiro Prémio do Serviço Nacional de Teatro, o ‘Romance das três flautas’ (São Paulo, 1998), Prémio Jabuti e ‘Altar em Chamas’ (São Paulo, 1994) que foi Prémio de Poesia, pela Associação Paulista de Críticos de Arte.

O professor e autor estará presente no IV Congresso Internacional em Estudos Culturais – Colonialismos, Pós-colonialismos e Lusofonias, com a conferência “Meditação devaneante entre o rio e a floresta: Cultura Amazônica produtora de conhecimento”.

 

 

Apart from holding a Masters degree in Theory and Semiotics of Literature from PUC/UNICAMP, São Paulo, and a Doctorate in Sociology of Culture from the Sorbonne, Paris, Paes Loureiro is famous due to his extensive work as a poet and essayist. He is dedicated to analysing the importance of Amazonian Culture, and the impact it has on local and global so

cieties. This theme has also influenced his literary works. He builds a contemporary universality based on the Amazonian world, thus providing a particular perspective of the world. His thesis entitled ‘Cultura Amazônica: uma poética do imaginário’ (Amazonian Culture: a poetic of imaginary)’, which was published in 1995, develops concepts of the poetics of imaginary and semiotic conversion. 

Of his literary ouevre, his works include ‘Ilha da Ira’ (Rio de Janeiro, 1976), which won first prize from the Serviço Nacional de Teatro; ‘Romance das três flautas’ (São Paulo, 1998), winning the Jabuti Prize and ‘Altar em Chamas’ (São Paulo, 1994), which the Poetry Prize was awarded by the Paulista Assocation of Art Critics.

The academic and author will present “A reverie between the river and the forest: Amazonian Culture as a producer of knowledge”, during the 4th International Congress in Cultural Studies – Colonialisms, Post-Colonialisms and Lusophonies.

Related Posts

Tags

Share This